DiÁcono SimÃo Pedro

"Eis que faço nova todas as coisas"
 
 

“Eis que faço novas todas as coisas”   Ap 21,5

 

Diz o ditado popular “Ano Novo Vida Nova”, mas às vezes parece que as coisas continuam do mesmo jeito apenas mudou a data. Realmente a vida se renova a cada dia e não a cada ano, mas pensemos o seguinte: as datas são marcos históricos para que possamos nos organizar enquanto a sociedade humana, e reorganizar nossos objetivos de vida enquanto pessoa.

Vamos imaginar da seguinte maneira: a vida é um caderno, e cada ano é uma página em branco, o caderno é o mesmo, mas a página é nova e depende somente de você o que será escrito nela, caso essas páginas sejam numeradas, o que você escreverá na página Dois mil e doze? Ou como é costume dizer que a Vida é um livro aberto, como você vai ler e interpretar a sequência da história na página 2012? Acredito que é um momento de rever conceitos e preconceitos, ângulos, focos e objetivos, pois se mudou a data algo mudou, as coisas já não continuam do mesmo jeito, como diz o poeta “Nada do que foi será, de novo do jeito que já foi um dia”. Afinal a mudança do mundo passa pela nossa mudança interior e a mudança da paisagem em que estamos olhando.Se a paisagem está bonita e agradável continue olhando para ela, mas se a paisagem é medonha e assustadora mude o foco e terá a chance de encontrar algo mais agradável para contemplar.

Alguém me perguntou:

- Diácono é bom pular ondas no Ano Novo?

- Se você não se afogar é bom.

-E comer lentilhas?

- Se estiver bem temperada é gostoso.

- E usar roupas brancas na virada do ano?

- É chique, fica bonito.

- E usar peças intimas uma sobre a outra?

-Acredito que vai aumentar roupas para lavar ano que vem, mas tudo bem.

- E soltar fogos, beber champagne, tomar vinho branco, fazer a ceia?

- É bom, gostoso, acho muito legal.

-Se eu fizer tudo isso terei um ano novo bom?

-Pode parar! Espera aí! Vamos organizar essa conversa!!! Tudo o que foi perguntado acima é muito bom e agradável, permite uma interação social, faz parte da cultura popular e gera boas recordações e boas gargalhadas, mas para ter um ano novo bom é preciso ir mais a fundo, é preciso revestir-se da armadura de Deus como diz São Paulo, para resistir aos dias maus.

É preciso buscar o reino dos Céus e tudo vos será acrescentado, é necessário caminhar pelo caminho que é o Cristo, cada dia de sua vida, e sofrer as demoras de Deus e celebrar cada conquista, que nos provém da sua graça, e analisar os fatos com a sabedoria que vem do seu Trono, é cumprir os dois mandamentos de Jesus: Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo; é fazer a escolha de Josué: Eu e minha casa serviremos ao Senhor; ou a escolha de Samuel: Fala Senhor, que teu servo escuta; ou ainda a escolha de Maria: Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a Sua palavra.

Por isso, solte rojão, use branco, dance kuduro, brinde com champagne ou um bom vinho branco, coma a asa do frango assado, derrame coca-cola na mesa, carregue seu poodle, faça uma declaração de amor para a esposa, abrace a família, zoe o cunhado, beije a sogra, mas acima de tudo abra seu coração para Jesus, somente Ele pode realmente fazer 2012 o seu ano novo, dobre seu joelho em oração, agradeça, peça, louve ao Senhor com sua vida, então com certeza você terá um ano novo bom, pois é promessa Dele, foi o próprio Jesus que diz: “Eis que faço nova todas as coisas”.

Feliz 2012!

Diac. Simão Pedro