DiÁcono SimÃo Pedro

Tempo Quaresmal
 
 

 

Tempo Quaresmal

 

O tempo da quaresma foi inspirados em números usados na bíblia,como os 40 do dilúvio,40 de Moisés e 40 dias de Elias na montanha,40 dias de Jesus no deserto, 40 anos de peregrinação do povo da antiga aliança no deserto e ainda os 400 anos que durou o exílio do povo de Deus no Egito, baseando se nesses números de forma simbólica os 40 dias da quaresma atualiza a caminhada de purificação do novo povo de Deus estreitando mais os laços da nova aliança em Cristo Jesus através da oração , do jejum e da penitencia. O numero 4 na antiguidade simbolizava o universo material formado pelos 4 elementos essenciais, fogo, terá, água, ar, acompanhado pelo 0 simbolizando o circulo da nossa existência nesse mundo nos preparando para a eternidade, assim durante 40 dias preparamos a nossa natureza humana, para a eternidade em Cristo através da sua morte e ressurreição.

A quaresma liturgicamente organizada teve inicio no século  lV da era cristã, para uma maior renovação da igreja através do jejum e da oração, para atualizar e fazer memória do sacrifício de Jesus e promover a conversão dos de dentro e de fora da igreja, no Oriente cristão a igreja ortodoxa conserva ainda uma observância mais rigorosa nos horários de e oração e principalmente na questão do Jejum , no Ocidente cristão a igreja romana é mais flexível quanto as praticas quaresmais, além do catolicismo, outras igreja cristãs valorizam de certa forma o tempo da quaresma entre elas a igreja Luterana e Anglicana.  

O tempo da quaresma lembra a nós filhos e filhas de Deus as 3 armas necessárias para vencermos os combates espirituais e perseverarmos na fé, são elas a oração, o Jejum e a penitência esses atos de fé são atuais em qualquer época e nunca saem de moda, enquanto cristãos as vezes relaxamos na observância  e na pratica, mas jamais tais praticas deixaram de serem ensinadas pela igreja como um meio mais rápidos de crescer na fé e de  vencer as tentações e conseguir a perseverança.

Portanto a penitencia dos pequenos sacrifícios cotidianos, assumidos com temor de Deus e paciência, a penitencia sacramental de uma honesta confissão dos nossos pecados, a oração seja ela individual, familiar ou coletiva, a frequência aos sacramentos, principalmente a eucaristia, o jejum, seja ele de alimentos, de atitudes, de pensamentos ou de algum vicio, e também o jejum da língua deixar de falar aquilo que desnecessário ou mal dos outros . a disposição para perdoar deve dar a Tônica da quaresma. Vale lembrar que o jejum do alimento somente em boas condições de saúde e de forma moderada deve ser praticado, aquilo que faz mal para o nosso corpo não agrada a Deus.

A quaresma não é tempo de tristeza, mas sim de uma alegre reflexão, avaliando nossas falhas e nossas virtudes, admitindo e confessando nossos pecados, mas cultivando e compartilhando nossas virtudes. Portanto não é um tempo sombrio, e sim um período de buscar com maior empenho a luz de Cristo.

Assim como o povo hebreu se preparou durante 40 anos no deserto para entrar na terra prometida, a igreja se prepara 40 dias para entrar na páscoa de nosso Senhor Jesus Cristo.

Tempo de orar pela conversão pessoal, e tempo de orar pela conversão de todo gênero humano, é tempo de limpar a vinha do coração, para que produza mais frutos. É tempo de repetir com Maria`` eis aqui a serva do Senhor´´, e , ainda proclamar com a juventude na campanha da fraternidade ,,`` Senhor eis me aqui, envia me..´´

 

   Tatuí 17/02/2013                           um abraço fraterno

                                                    Diac Simão Pedro