DiÁcono SimÃo Pedro

Ainda Sobre o ano Mariano
 
 

`` Eis a serva do Senhor,faça –se em mim segundo a tua palavra´´Lc1,3

`` Maria é fonte inesgotável de graças para milhares de pessoas de fé que a ela recorrem.Somos a Isabel ao sublinhar o sustentáculo que nos vem  de Maria, que continuamente é bendita entre as mulheres e bendito é o fruto do seu ventre,`` como posso merecer que a mãe do do meu Senhor venha me visitar ´´ Lc1,42

Com as palvras do Pe Darci Luiz Marin, contidas na reflexão de capa da liturgia diária do mês de Janeiro de 2017, dou continuidade a nossa reflexão dentro do ano mariano,onde a igreja no Brasil dedica especial atenção a Mãe de Jesus por ocasião da comemoração dos 300anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida nas águas do Rio Paraíba do Sul. Nesta pequena imagem a mãe de Nosso Senhor vem ao nosso encontro para nos lembrar da predileção de Jesus por nós, pois pelo seu sangue fomos lavados e reintegrados a condição de filhos de Deus e herdeiro do reino dos céus,por isso já não é mais possível viver cultivando o pecado,é tempo de arrepender-se e crer no evangelho, buscar por todos os meios possíveis e imaginários colocarmos na presença de Jesus como fizeram os carregadores do paralítico na sinagoga de Cafarnaum.

É bem verdade que ao longo da história, no afã de exaltar a mãe de Jesus, foram lhe concedidos muitos títulos, alguns deles até mesmo fundamentados em sincretismo ou praticas religiosas que beira a superstições.É preciso tomar cuidado e ser criterioso ao adotar uma pratica devocional. A veneração dedicada a mãe do Senhor admitida e aconselhada pela igreja, jamais  coloca Maria de forma antagônica a Jesus ou dele isolada, ela sempre foi ,e sempre será um meio de revelar de revelar Jesus, Senhor, e Salvador, da humanidade, o Alfa e o Omega, o primogênito do Pai em Profunda comunhão com o Santo Espírito, prometido segundo as escrituras, o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Se algum titulo a coloca sozinha com poder de si mesma ou a relaciona a outra divindade que não seja Jesus Cristo, esse titulo ou essa prática religiosa deve ser evitada e refutada pelo fiel e pela fiel CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO, batizados em nome do PAI, do FILHO E do ESPÍRITO SANTO, pois Maria ssª sempre estará para Jesus como a lua esta para o sol, assim como a lua reflete a luz do sol, Maria reflete a luz de Jesus, como a pétala exala o perfume da rosa, a sempre virgem Maria exala o perfume de seu filho amado e Senhor Nosso,realizando em si as palavras Paulo apóstolo `` tende em vos o doce odor de Cristo ´´, por isso ela transformou-se em uma oferta de cheiro suave  agradável a Deus.

A igreja,  chama a, de arca da aliança e esposa do Espírito Santo, pois foi por obra do Santo Espírito que o filho de Deus formou-se em seu ventre. Mas também a chama de virgem fiel e serva do Senhor, pois ela nunca deixou de ser uma pessoa humana e como uma pessoa humana entregou-se à vontade de Deus, mostrando para nós que é possível fazer a vontade do Altíssimo aceitando pela fé a ação do Espírito Santo a nortear os rumos dos acontecimentos em nossa vida, `` sem mim nada podeis fazer´´ Jo 15,5

Na beleza de sua humanidade Deus revelou a beleza da sua divindade, vou transcrever um trecho do romance de Taylor Caldwell,  Médico de Homens e de Almas, sobre a vida de S. Lucas, onde a autora relata  a impressão do evangelista em seu primeiro encontro com a mãe de Jesus: ``  Estou procurando a Mãe de Jesus........ ela subiu os degraus e Lucano  (Lucas) viu, pelo reflexo da luz, que era jovem e flexível, vestida com um tecido barato, azul escuro, e usando véu branco. Enquanto ia subindo os degraus, o rosto dela levantou-se para o médico, e ele percebeu que a mulher era extremamente bela, de faces lisas e pálidas adelgando-se no queixo onde havia uma covinha. Tinha o nariz delicado, os de um rosa suave e os olhos azuis mais encantadores que o médico já vira, Um caracol de cabelos dourados escapara de seu véu. Seu corpo e  sua esbeltez eram de uma jovenzinha, e seus pés descalços muito branco...    Lucas estava estupefato ...Maria deveria ter agora  quarenta e oito anos, e ainda assim mostrava os aspectos de uma jovem princesa... então em pé  diante dele, cheia de uma simples dignidade, ela disse: SOU EU...´´.

Tomando como base o relato desse possível encontro entre São Lucas, ou Lucano para os gregos. Podemos afirmar que Maria não é uma personagem fictícia ou de uma outra dimensão, ela foi uma pessoa real humana, presente na história do Seu filho e daqueles que por ele foram chamdos.

Por isso não podemos atribuir a ela uma veneração supersticiosa como se ela fosse uma espécie de `` deusa menor ´´, não com certeza não, isso seria atribuir a ela um lugar que ela não quer. Maria é uma serva fiel do Senhor, uma filha amada do Pai, uma mãe solicita, uma discípula exemplar de seu Filho e Salvador, mulher humana que acreditou e por que acreditou, pela sua fé Deus confirmou sua eleição, ela esta para Jesus, como Jesus esta para o Pai, totalmente disponível a sua vontade, guiada pelo Espírito Santo como todos aquele que aceita o convite de Jesus vem  e segue-me.Ela foi a primeira em colocar em pratica seu próprio conselho nas bodas de Canaã `` fazei tudo o que ele vos disser ´´ Jo 2,5.

Pe Zézinho  tem uma frase muito legal `` Maria entende de Pedir, Jesus entende de dar´´, por isso ela é intercessora nossa.

Que a graça de Deus nos conceda a luz da fé um santo e santificador ano mariano em 2017.

Paz e Bem                         um abraço fraterno        diac Simão Pedro